Categorias
Aleatório

O Gigante Invisível

Goste-se ou não do resultado politico recente nos EUA, as consequências da batalha deixarão cicatrizes em todos.

O momento político de hoje nos Estados Unidos é tão bizarro que dá a nós, europeus, motivo para troça. Isso acontece apenas porque os nossos mundos são separados por um oceano. É um erro. Eles estão muito mais próximos do que a maioria imagina.

Devemos tratar o momento atual com preocupação, não com gozo.

Se notei algo ao longo da minha vida, é que os EUA são o “paciente zero” de todas as modas e mazelas sócio-económicas. Tudo o que os afetou no passado, chegou ao velho continente em menos de meia dúzia de anos. Na era da disseminação super veloz da informação, certamente essa meia dúzia se encurtará.

O que nós vimos, foi um país profundamente dividido ao longo de uma linha ideológica, quase ao meio. O desempate foi forçado pela mão da besta, da estrutura semi-consciente formada pela tríade politica, mediática, e corporativa. É um animal semi-invisível, que gosta de trabalhar nos bastidores, com requintes maquiavélicos, mas que desta vez foi forçado a revelar-se mais do que nunca.

Não interessa se gostamos ou não do resultado. A diferença entre um ilusionista de renome e um charlatão é se conseguimos ou não ver os fios invisíveis.

Milhões viram-nos.