Loucos e Profetas

Estamos a perder os céticos, e isso não é bom.

Estamos a fazer pagar um preço muito elevado aqueles que não aceitam a hegemonia de pensamento. Isso é errado. Nós precisamos deles. Porque mesmo que eles estejam errados nove em dez vezes, a décima é crucial.

Não temos que seguir maluquinhos, nem que aceitar demagogia de pessoas com fraca fibra ética e moral. Mas temos que deixar a praça pública aberta a todas as pessoas.

Só ouvindo e prestando atenção é que conseguimos separar os maluquinhos dos profetas.