Arquivo da Categoria: Trabalho

Um Movimento Importante

A razão pela qual abandonei a minha carreira médica foi para poder ajudar o maior número possível de empresas a adotar o teletrabalho.

Se alguém pode fazer todo o seu trabalho a partir de um computador, é criminoso fazer essa pessoa trabalhar num escritório.

Faz mal ao meio ambiente, faz mal à saúde física e mental, faz mal à família e, por fim, é mais caro para as empresas.

Precisamos de matar este meme de que as pessoas precisam estar sob supervisão (por norma pouco eficiente) num lugar físico para que sejam produtivas.

Os americanos chama-lhe “a corrida de ratos,” e é uma metáfora tão própria, tão exacta, que só nos faltam as caudas. Foi esta a vida com que sonhámos, para que estudámos? Uma vida em que passamos metade do nosso tempo a correr, e a outra metade a tentar desesperadamente recuperar energia, para recomeçar no dia a seguir?!

À data da escrita, espalha-se uma pandemia pelo nosso continente, mas mesmo antes disso, trabalhar num escritório (aberto ou fechado, com ou sem espaços de lazer, cozinhas, mesas de pingue-pongue, etc.) 8 horas por dia, 5 dias por semana também matava uma pessoa. A única diferença é que levava anos a matar, não dias.

Patrões e donos de empresas: parem de ser um facilitador desta maneira disfuncional de trabalhar. Façam com que o vosso pessoal trabalhem a partir de casa, sempre que possível.

Pintura: Cena em Porto Italiano, por Thomas Wijck

Mais Vale Ter Compromisso do que Ferramentas

Apesar de ter um conjunto robusto de ferramentas para o meu oficio, estou sempre a cobiçar novas ferramentas. 

Só hoje, andei a “namorar” o seguinte:

  • Um iPad novo ( a funcionalidade de notas escritas, que meu iPad velho não tem, é muito sedutora)
  • Um novo programa de email
  • Um novo programa para colecionar materiais de pesquisa
  • Um programa para sublinhar e anotar PDFs no iPad

E hoje não foi um dia invulgar. A verdade é que para qualquer ofício característico, há uma industria inteira a criar ferramentas cada vez melhores e mais sedutoras. E qualquer uma dessas ferramentas me seria útil; não as quero só pelo factor novidade ou por vaidade. 

Mas o facto é que também não vão transformar o meu trabalho. O meu trabalho é este: o de escrever estas linhas. O de ler, e pensar naquilo que leio, e conciliar e converter esses conceitos em algo de valor para outros.

Todas as ferramentas do mundo podem diminuir o atrito de fazer esse trabalho, sim, mas são apenas acessórios. Podia fazer o trabalho com uma impressora, lapis e um processador de texto.

O compromisso de fazer o que faço todos os dias – pesquisar, ler, escrever – isso sim, é insubstituível.

As ferramentas são algo que serve para facilitar o teu trabalho; não deixes que elas (ou a falta delas) te afastem desse mesmo trabalho.

Vou Moderar Um Painel Sobre Remote Work

Sou um grande defensor do valor do trabalho. O trabalho é um dos pilares fundamentais da nossa vida. Quando actuo como coach, o trabalho é uma das três areas mais importantes a melhorar para conseguir o maior impacto na trajetória pessoal dos meus clientes.

Mas se o trabalho é uma coisa vital, a maneira como a maior parte de nós o pratica é terrível. Há todo um conjunto de normas, protocolos, sistemas, atitudes e estruturas que são completamente descabidas na sociedade moderna, e que no entanto ficaram completamente fossilizadas antes do virar do século, e que continuam a caracterizar a nossa vida laboral.

O trabalho devia ser uma componente importante das nossas vidas. Em vez disso, o que se passa é que o trabalho consome a maior parte das nossas vidas.

Eu acreditei que havia um caminho melhor. E foi por isso que deixei quase completamente de actuar como dentista para me dedicar – com o apoio da DistantJob – a aprender, formar e disseminar o “Remote Work” pelo mundo empresarial. 

A minha ambição: ajudar cada vez mais empresas a criar a possibilidade dos seus funcionários trabalharem fora do escritório. Em casa, em viagem, no seu café favorito – onde quer que se sintam mais produtivos, onde melhor possam integrar o trabalho com as suas vidas.

Parte do que faz deste um caminho fantástico de trilhar, é que quem está nele está a ser pioneiro de uma nova forma de trabalhar. E a minha maneira de o fazer é recolhendo informação, falando e aprendendo com quem o faz, para depois poder melhor organizar e transmitir essa informação ao resto do mundo.

É por isso que vou estar a moderar o próximo painel da GrowRemote e WorkRemote em Lisboa. Nele, vou falar com líderes da GitLab, Nestlé e comOn acerca de como medir a performance de pessoas que trabalham fora do escritório, e como os ajudar a traçar um caminho de progressão na carreira.

Vai ser no próximo dia 14 de Setembro em Lisboa, entre as 16:00 e as 18:00, no belo e confortável espaço de CoWorking, o Selina Secret Garden – a 5 minutos a pé do metro do Cais do Sodré. Inscrevam-se (gratuitamente) aqui

Vamos continuar a construir o futuro do trabalho!