Citação IV

“Se estás arrependido de me ter beijado – retira o teu beijo.”

— Provérbio, “Caravan of Dreams” por Idries Shah

Todos mudamos. Se não mudássemos, era muito mau. Era sinal de que não aprendíamos nem crescíamos. 

A mudança – de gostos, de opiniões, de paixões – não é sinal de uma mente fraca. É sinal de uma mente adaptável, de um espirito que busca a compreensão e a verdade, que não se deixa prender no dogma da pessoa que era ontem.

Mas continuamos responsáveis pelas decisões e acções do nosso eu anterior, da pessoa que fomos no passado. As acções perduram, mesmo que nós já não sejamos a pessoa que éramos quando as tomámos.

As marcas que deixamos nos outros são mais difíceis de alterar do que as pessoas que somos. As nossas acções sobrevivem à morte das nossas personalidades.

Toma-as com devido respeito.