(Re)Construir

À hora a que escrevo isto, as chamas ainda lambem os telhados da catedral de Notre-Dame. Mas diz-se que estão sob controle. O monumento sobreviveu. A sua icônica espira caiu, e perdeu parte o telhado; mas sobreviveu.

Sou otimista em relação à sua recuperação. As pessoas esquecem-se que vivemos num mundo de maravilhas tecnológicas. Há milhares de imagens de satélite, centenas de milhares de fotografias de alta resolução, e uma infinidade de replicas tri-dimensionais que são fieis ao edifício original até ao mais ínfimo detalhe.

Aquilo que levou mais de um século a construir, hoje temos a tecnologia para recuperar em alguns anos. Basta haver a vontade – o espírito humano, e a disponibilidade financeira. Hoje, estivemos perto de perder um dos mais belos edifícios do nosso património. Mas temos tudo para o recuperar. Conseguimos replicar a magia.

A pergunta que me incomoda mais: se damos tanto valor a edifícios assim, porque é que deixámos de os fazer?

Fotografia por Madhurantakam –  CC BY-SA 3.0