O Reverso da Medalha

Porque ontem fui um bocado reclamão, decidi seguir o meu próprio conselho: “Se tens tempo para te queixar de algo, tens tempo para fazer algo para o resolver.” Ou pelo menos para dar uns passos na direcção certa.

Portanto, decidi pegar no serviço de leitura com o sistema de notas mais robusto, o Instapaper, e procurar soluções para melhorar essa funcionalidade.

O serviço em si tem uma integração com o Evernote que supostamente copia os sublinhados e notas directamente para a aplicação de bloco de notas, mas há problemas:

  1. O Evernote é muito inconsistente entre sistemas. A aplicação web, por exemplo, é lenta e não deixa gerir bem as notas.
  2. Nem sempre funciona. Depois de activar a integração, fiz várias notas e sublinhados que nunca chegaram a aparecer na minha conta de Evernote.

Acabei por arranjar a seguinte solução: usei o IFTTT (um serviço grátis online que serve de ponte entre várias aplicações) para estabelecer a seguinte regra: sempre que eu faço uma nota, ou sublinho alguma coisa, num artigo no Instapaper, o IFTTT envia-me um email com o sublinhado e a nota.

A partir daí, é uma questão de copiar o conteúdo directamente para o meu bloco de notas de eleição.

É um sistema um pouco atribulado? É. Era melhor que o Instapaper – ou uma aplicação concorrente – desse para copiar as notas de forma fácil, directamente. Mas não dá. E mais vale a arranjar uma solução, por imperfeita que seja, do que continuar a reclamar.

Pintura: “Filoctetes Ferido” por Nicolai Abildgaard