E-Learning II

Uma coisa que me chateia é que a maioria dos cursos são em vídeo. 

Prefiro aprender por livros, pois posso fazê-lo ao meu ritmo. Quando estava na faculdade, as aulas eram essencialmente veículos para me ajudar a fazer melhores notas nos livros.

Os cursos online não vêm com bibliografia recomendada, e na maioria dos casos, nem oferecem material de aprendizagem. O que isso significa é que  para aprender a sério, é preciso estar de bloco de notas na mão, constantemente a pausar para tomar notas. 

Acaba por ser quase tão inconveniente como uma aula presencial, com o bonus de podermos escolher as horas, contra o ponto negativo de não dar para interagir com colegas e professores. 

(Nos melhores cursos online há grupos onde podemos interagir com colegas, e isso é fantástico, mas a maior parte do professores não interage com os alunos, o que de certa forma é compreensível – um professor universitário terá talvez uns 100 alunos nas suas aulas, no máximo. Um professor “digital” poderá ter milhares.)

Eis o software que eu construiria, um software de vídeo para e-learning, com as seguintes funcionalidades:

  1. Pode abrir vídeos do YouTube ou directamente de ficheiros.
  2. Tem um sistema compreensivo para deixar marcadores ao longo do vídeo,  classificados com etiquetas. Funcionaria como um sublinhado – marcaríamos a hora de início e a hora de fim.
  3. Criaria um índice automático a partir do qual poderíamos ver e aceder directamente aos nossos “sublinhados.”
  4. A cada marcador, teríamos a opção de deixar uma nota de voz (que poderíamos alternar com a faixa audio original do vídeo) ou de texto.
  5. Daria a opção de exportar todas as notas para papel ou ficheiro audio, acompanhadas do carimbo de hora a que correspondem no vídeo.

É claro que estou muito longe de ter o tempo e conhecimentos necessários para um projecto destes. Portanto, por favor, roubem, e avisem-me quando estiver pronto!