Diários

Revisitar diários de há 10, 7 ou até 5 anos é fascinante. 

É motivante ver os objectivos que não só foram cumpridos, mas superados em muito até ao tempo presente. Hoje, há coisas na minha vida que ultrapassam os meus maiores sonhos de há meia década.

E também é uma injecção de humildade, ver o oposto – aqueles objectivos em que não ouve movimento, que escrevo no diário de hoje de forma quase idêntica.

Mas da divergência vêem as perguntas! “O que fiz de diferente que me deu tanto sucesso numas áreas, e tão pouco noutras?”

Há sempre a resposta base: foi uma questão de sorte. A Senhora Fortuna goza dos nossos esforços. Mas também não podemos deitar tudo aos seus pés. Há que encontrar um equilíbrio.

O diário é uma forma de dialogar com a pessoa que fomos há 10, 7, há 5 anos.

Se começares um este ano, podes estar a ter uma conversa importante daqui a cinco.

Passam num instante.